GRATIDÃO É…

Com a proximidade do final do ano, muito se tem falado sobre a gratidão. Inúmeros artigos, e até mesmo programas na televisão, dão ênfase à importância desta qualidade que pode ser considerada uma atitude e, até mesmo, uma habilidade a ser desenvolvida.

Adorei quando escutei uma comparação magnífica sobre o significado de gratidão. O que parece muito claro é que existe um ligeira confusão, a princípio, em relação à prática. Muitos dizem que são gratos pois agradecem as pessoas que de alguma forma lhe servem ou fazem algo a seu favor. Isso não é gratidão. É educação. Existem aqueles que se consideram gratos irem à igreja, todos os domingos, para agradecer. Isso não é gratidão, é oração…

Segundo Leandro Karnal, em uma de suas aulas realizadas na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), nossos antepassados relacionavam a gratidão como obediência, um verdadeiro dever medieval: obedeça você que é menor, isso é um dever e neste caso a gratidão era vista como submissão.

A gratidão, do ponto de vista científico, reúne crenças de grande apreciação e emoções positivas que estão intimamente ligadas com a felicidade. É esse intenso sentimento de ser grato às pessoas e as experiências nos conectam com o sentido e propósito de nossas vidas, ou seja, ser agradecido, que nos conduz a estados emocionais que favorecem a felicidade, o otimismo e o autocontrole, sendo que seus benefícios vão além da diminuição do stress crônico até a longevidade. Podemos considerar hoje a gratidão como um remédio universal!

Entre todos os apontamentos, tenho para mim que gratidão é reconhecer momentos, atitudes, resultados… É aprender a olhar a vida de uma nova forma. É agradecer o que se tem e o que poderá ter. É ver todas as pessoas que estão e passam por sua vida com compaixão, acreditando que todos tem algo de bom para nos ensinar.

E você, consegue ser grato por sua vida? Por suas conquistas? Pelas pessoas que estão ao seu lado? Pelas suas experiências?

Ter a oportunidade de nos sentirmos gratos é uma verdadeira dádiva, um grande presente que nos é dado todos os dias, cabendo a nós recebê-lo. Gratidão é esse sentimento tão maravilhoso que faz com que nos tornemos pessoas melhores sem o menor esforço. É simples, prático e magnífico!

Gratidão é maturidade, humildade, liberdade, comunicação e humanidade. É a capacidade de entender que todo gesto é um dom, uma forma de comunicação e que é mais importante respeitar a outra pessoa do que seguir a sua própria vontade. A gratidão é a grande virtude de almas nobres, o único tesouro dos humildes (Esopo).

Se você se torna bom naquilo que faz é certo que: a prática efetiva te leva a grandes resultados. Portanto, trago aqui um dos exercícios que mais amo: Contar as Bençãos. O conhecido professor que ensina Felicidade em Harvard, Tal Ben-Sharar, utiliza-o em seu curso e nós também aplicamos nas aulas de Felicidade realizadas no Colégio Degrau. Nele, você desenvolve a habilidade de todas as noites elencar as três bênçãos que você recebeu durante o seu dia. Escreva o que de bom te aconteceu. É justamente aquilo que você tem que a princípio pode parecer pequeno, mas no final é mais do que suficiente. Essa é a verdadeira essência do positivismo.

Experimente esta sensação maravilhosa, desenvolva este estado de espírito de felicidade, aprenda a cultivar suas emoções positivas, seja grato a tudo e a todos. O agradecimento gera a conectividade social e acredite: todas as portas serão abertas se você chegar, a qualquer lugar, com atitude de gratidão.

Gratidão é algo completamente Divino!

Add A Comment